Destiny 2: Novas localidades, habilidades e Battle.net nos PCs | Prévia

Esta semana foi particularmente especial para os fãs de Destiny, onde a Bungie apresentou ao mundo o Destiny 2! Depois de um anúncio mais tímido com uma cinematic, desta vez eles fizeram um evento com fãs e jornalistas nos EUA, apresentando as principais novidades da continuação. O que dá pra perceber é que o jogo continua com aquele feeling do primeiro, com cenários abertos, praticamente os mesmos tipos de inimigos (novos devem surgir, mas parece que eles tem agora uma mitologia e as raças de inimigos já consolidadas e espalhadas pelo Sistema Solar) e diversas novidades, que estarei citando neste artigo!

Para começar, eles estão focados em oferecer uma experiência mais cinemática. Não é segredo que o primeiro jogo falhou bastante neste quesito com uma campanha rasa, e apenas a expansão “O Rei dos Possuídos” consertou um pouco essa premissa, apesar da campanha ser curta. Rise of Iron também, mas a Bungie já tinha começado o desenvolvimento na época da expansão do Oryx, separando uma equipe menor para continuar oferecendo suporte ao primeiro jogo. No gameplay apresentado nesta semana, mostrando a invasão e o caos na Última Cidade, temos cinematics e diversos momentos épicos, algo que a gente não via com frequência no jogo:

A HUD recebeu uma ligeira alteração de posicionamento de botões, mas diversos elementos do primeiro jogo devem permanecer: o sistema de classes (Titan, Caçador e Arcano) e as armas com dano elemental, desde fogo, arco e vácuo.

Um dos elementos mais legais do jogo irá permanecer: as habilidades nas armas, deixando elas únicas e com opções para todos os gostos do jogador, junto com uma nova fabricante ingame.

Mas é nas habilidades que temos uma das principais novidades, onde cada classe receberá um novo arquétipo:

Arcstrider: Nova subclasse de Hunter/Caçador, onde o jogador usará uma espécie de lança energética/elétrica, com golpes rápidos contra os oponentes. Uma espécie de evolução da Super de Blade Dancer, onde o jogador executa movimentos rápidos com a faca.

Dawnblade: Nova habilidade de Warlock/Arcano, onde o jogador usará uma espada flamejante, desferindo rajadas de fogo nos inimigos. Uma versão diferente (e bem interessante) do Martelo Solar dos Titans.

Sentinel: Para Titans, o jogador usará um escudo, usando ele contra os inimigos.

A lore do jogo, incluindo os acontecimentos, sugere que os personagens não poderão mais usar a “Luz”, o que explica porquê que os jogadores não poderão importar as classes e habilidades do primeiro para o novo game. Mas novas habilidades são interessantes!

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 02

Novas áreas

Para as novas áreas, a nova HUB dos personagens será a European Dead Zone (EDZ), um local mais simples e similar a uma propriedade rural, servindo de “ponto seguro”, após a Última Cidade ter sido tomada pelos Cabais. Das novas localidades, os jogadores visitarão as seguintes: Titan, Io e Nessus. Titan (lua de Saturno) é uma localidade impressionante: mares com ondas intimidadoras e letais, locais internos da antiga “Era Dourada” dos Humanos e outras locações.

Io (lua de Júpiter) é considerada um local sagrado para os Guardiões, sobretudo para os Arcanos, enquanto que Nessus foi tomada pelos Vex (uma das facções inimigas), se transformando em uma localidade altamente letal com suas armadilhas escondidas e florestas verdejantes. Um dos destaques dessas novas localidades é uma espécie de “furadeira” gigante e giratória, que causa morte instantânea e está em constante funcionamento.

Dessas novas localidades, teremos novos tipos de locais, com objetivos específicos:

  • Adventures, provendo missões opcionais de curta duração e em novas localidades, com suas mecânicas específicas, trazendo detalhes da lore do universo e das localidades.
  • Lost Sectors, que são locais recheados de tesouros e chefes. No primeiro jogo meio que tinha isso “indiretamente” com alguns locais onde os jogadores iam dentro das raides, pegando baús contendo equipamentos, e agora teremos locais específicos. Provavelmente serão repetíveis, mas é bem provável do jogo limitar um pouco as recompensas, como acontecem com os equipamentos de raide que dropam 1x por semana.

Modos de Jogo e Sistema de Clãs

Diversos modos de jogo clássicos estarão de volta: os Assaltos (Strikes), Raides e o Crucible (Crisol), também conhecido como o multiplayer competitivo da franquia. Para deixar as coisas mais equilibradas, eles decidiram radicalizar e terá apenas partidas de 4×4 jogadores no Crisol, diferente dos modos de jogo de 6×6 e 3×3. O primeiro modo de jogo revelado é o “Countdown”, onde o jogador deverá plantar e explodir uma bomba na base inimiga.

O sistema de clãs também irá retornar, com aprimoramentos: o jogador poderá escolher um clã dentro do jogo e os clãs subirão de níveis de acordo com as ações dos membros, concedendo recompensas e itens aos associados. Haverá uma interface interna para entrar nas partidas com outros membros diretamente, o que irá ajudar bastante para quem monta raides e grupos de PvP. Só espero que as recompensas sejam fáceis de serem adquiridas para clãs menores.

Destiny 2 - Sistema de Clans

PC, 4K e Battle.net

Enquanto que o primeiro jogo recebeu apenas versões para consoles (PS3, Xbox 360, PS4 e Xbox One), Destiny 2 virá também para PC, além do PS4, PS4 PRO e do Xbox One. A versão para PC virá com suporte a 4K e uma alteração significativa: o suporte à Battle.net! Oficialmente a Blizzard está abandonando o termo, mas na prática o jogo usará da infra-estrutura da empresa-irmã da Activision, com conectividade social, suporte a streaming dentro do aplicativo, lista de amigos e muito mais. Citando a declaração oficial :

Estar no Battle.net permitirá à Destiny 2 fazer parte da nossa rede global, liberando os desenvolvedores da Bungie para concentrar suas energias e recursos na criação de um jogo cada vez melhor e mais divertido. Isso também significa que os jogadores de Destiny 2 terão acesso às nossas funcionalidades sociais, incluindo bate-papo com amigos, a possibilidade de ver quais amigos estão on-line em Destiny 2 ou nos jogos da Blizzard e a transmissão de partidas direto para o Facebook.

Acredito que tanto a Activision, quanto à Bungie, optaram por usar estes recursos por conta do seguinte:

  1. Comunidade: hoje a comunidade de PC dos jogos da Blizzard é extensa e apaixonada, com jogadores com diversas preferências e que podem se interessar pelo Destiny. É uma área ainda inexplorada para a franquia e que pode ser dar muito bem, ainda mais com o Overwatch vendendo particularmente bem, além de incentivar novos jogadores a comprarem o Destiny 2.
  2. Como citado acima, nos últimos anos o aplicativo da Blizzard recebeu muitos investimentos e recursos constantes: bate-papo com VOIP, streaming com suporte ao Facebook, a listagem de amigos, a HUB para outros jogos da produtora, etc.
  3. O combate constante contra cheaters, que acabam prejudicando os jogadores honestos. a Blizzard tem um histórico forte no combate contra os trapaceiros, com banimentos constantes.
  4. Redução no custo de desenvolvimento da Bungie (já que provavelmente implicaria em desenvolver novas ferramentas de conectividade).

Para os amantes do Steam acaba sendo um balde de água fria, mas com um aplicativo próprio, a Activision quer oferecer um novo jogo para a comunidade. Por hora não quer dizer que veremos jogos de terceiros no aplicativo da Blizzard, sendo apenas o Destiny 2 que receberá esse suporte extra.

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 07

Enquanto que o PS4 e Xbox One receberão o jogo em 8 de setembro, ainda não tem uma data de lançamento para a versão de PC, que será lançada posteriormente. Mais tempo de desenvolvimento para a versão, que virá com visuais aprimorados. O PS4 PRO até que conseguirá “rodar o jogo em 4K”, mas ficará travado em 30 frames por segundo. A justificativa da Bungie é que, pelo jogo ter muitos elementos acontecendo simultaneamente (simulação de física, cálculos de colisão e elementos online) impedem que o console renderize os gráficos em resolução 4K e também a 60fps. Para o Xbox Scorpio não tivemos detalhes divulgados até o momento, talvez por conta da Microsoft ainda revelar o console definitivo na E3 2017, que acontecerá em junho.

Destiny 2 tem preço de R$ 200 na versão básica e R$ 300 a edição de Luxo, com DLCs extras que serão lançados posteriormente. Abaixo tem a conferência completa, com todos os detalhes apresentados. A imprensa que esteve no evento gravou diversos vídeos de gameplays, principalmente do novo Strike “Inverted Spire”, que estava disponível no evento.

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 01

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 03

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 04

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 05

Destiny 2 - Gameplay Screenshot 06

Destiny 2 - Última Cidade Tomada pelos Cabais